oito e meio, nove, dez

Eu não tenho o menor orgulho de admitir que nunca assisti 8 1/2, do Federico Fellini, mas fui correndo ao shopping mais próximo assistir ao musical Nine, de Rob Marshall. Gosto de pensar que não é tanto falta de cultura, mas que aos domingos a gente quer entretenimento, mesmo, e não metalinguagem – simples assim.

Com exceção do sotaque italiano do Daniel Day-Lewis (acho tão cafona quando o cara faz papel de um italiano que vive na Itália e conversa com outros italianos em inglês – mas com sotaque!), eu achei o filme legal. E Day-Lewis fica o tempo todo à sombra de mulheres lindíssimas e afinadas, especialmente Penelope Cruz e Marion Cotillard.

Os figurinos, maquiagens e cenários são incríveis, o que faz muita diferença para quem gosta de moda… É tudo quase um editorial. E algumas cenas – como quando Guido Contini sai dirigindo seu conversível sem rumo pela costa da Itália – têm o mesmo efeito que Candelabro Italiano: me fazem morrer de saudade de um lugar que eu não conheço numa época que eu nem vivi.



grazi

Anúncios

~ por namidia assessoria de comunicação em 9 fevereiro, 2010.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: