SEX: NOT SEXY!

Responsável por embalar algumas das melhores canções, construir visões fascinantes e inflamar desejos. Sexo, o coadjuvante indiscreto, uma temática que abarrota plateias e superfatura bilheterias, tem mostrado no cinema sua face menos sedutora e mais repulsiva.

As proibidas e prazerosas aventuras extraconjugais de Catherine Deneuve no clássico “A Bela da Tarde” ou a perigosa e excitante jornada sexual de Tom Cruise e Nicole Kidman em “De Olhos Bem Fechados”, último filme do polêmico diretor Stanley Kubrick – tudo isso ficou para trás, o retrato cinematográfico do sexo atual ultrapassou o fetiche e alcançou a solidão.

Os recém estreados “Shame”, um executivo bem sucedido, morando sozinho em Nova York, é surpreendido pela visita inesperada da irmã e “Sleeping Beauty” (título em português, “Beleza Adormecida”), uma jovem universitária de classe média baixa que faz todo o tipo de trabalho para sobreviver; são filmes que parecem ter narrativas bem distintas exceto em um ponto: sexo mórbido.

Muitos toques e sussurros, mas nenhum prazer. Os respectivos dramas de um executivo viciado em sexo e de uma universitária que se submete a prostituição em estado de sono inconsciente. Sexo solitário – seria este o novo modelo de relacionamento hedonista? Dois filmes que vão roubar seu fôlego, mas não será de prazer.

Anúncios

~ por namidia assessoria de comunicação em 30 março, 2012.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: